Cachaceiro sim, com muito orgulho

Cachaceiro sim, com muito orgulho

Por que não haver uma melhor cultura da cachaça? Sou cachaceiro sim, com muito orgulho!

Apreciadores de cerveja. Degustadores de vinho. Especialistas em whisky. Ser conhecedor de bebidas é uma atividade de respeito que há tempos é levada a sério e respeitada. Formadores de opinião e influenciadores de todo um setor de curiosos por compreender melhor as técnicas e fundamentos por trás das bebidas, esses profissionais encontram reconhecimento e espaço cada vez maior para se posicionarem. Por que com a cachaça, bebida tipicamente brasileira, seria diferente?

No imaginário popular do nosso país, a figura do bebedor de cachaça sempre foi colocada como desprezível. Talvez pela imensa difusão da “branquinha” a baixo custo em todas as partes do Brasil, o termo “cachaceiro” sempre esteve na boca do povo como referência a alguém alcoólatra ou desocupado. A realidade é que esse preconceito já perdeu razão de ser e se você compartilha dele já passou da hora de rever alguns conceitos.

Nos últimos anos, a indústria da cachaça avançou em inovação e pesquisa. O desenvolvimento das técnicas de destilação e o investimento pesado em qualidade, permitiu que o produto se sofisticasse, atingindo elevados patamares de excelência. Hoje, a cachaça brasileira é reconhecida internacionalmente não apenas pela sua importância cultural mas também pelo sabor aprovado pelos mais exigentes paladares. São diversos os alambiques ao redor do Brasil que produzem produtos tipo exportação, vencedores, inclusive, de premiações e concursos em vários países.

Todo esse avanço veio acompanhado do desenvolvimento de toda uma cultura da cachaça em nosso país. São inúmeros os sites e as publicações que discutem técnicas e combinações de cachaça, criando uma verdadeira legião de apreciadores e especialistas. Além disso, cada vez mais é dada importância à harmonização de sabores entre a bebida e a fina gastronomia. Isso sem falar no cuidado que os fabricantes estão tendo em relação às garrafas e à apresentação do produto, cada vez mais moderna e alinhada com as principais tendências mundiais em bebidas.

Por tudo isso, o termo “cachaceiro” já está longe de ser algo depreciativo e a cada dia ganha novos adeptos na apreciação desse verdadeiro e inconfundível patrimônio do Brasil. Um brinde à cachaça!